ganhador

MELIPONICULTURA

ganhador - Adubos verdes de girassol e trigo mourisco potencializam oferta de recursos florais

Insumos auxiliam na meliponicultura integrada aos sistemas agroecológicos e atua na regeneração de solos degradados

Adubo verde meliponicultura
Foto: Joel Queiroga/Embrapa

Um estudo inovador conduzido em áreas de agricultura familiar em Nova Odessa e Mogi Mirim, ambas as cidades localizadas em São Paulo, revelou que o consórcio de adubos verdes, especificamente girassol e trigo mourisco, pode ser uma estratégia eficaz para ampliar a oferta de recursos florais na meliponicultura integrada aos sistemas agroecológicos.

“A pesquisa avaliou a densidade de plantas e o período de florescimento das culturas, em cultivo solteiro e consorciado, concentrando-se nas propriedades da Cooperativa da Agricultura Familiar e Agroecológica, em Nova Odessa e Americana, e no Sítio Oliveira, situado no Assentamento Estadual Vergel, em Mogi Mirim”, explica o pesquisador da Embrapa Meio Ambiente Joel Queiroga.

“Os resultados indicaram que não houve diferenças significativas na densidade de plantas e no período de florescimento entre os cultivos solteiros e consorciados.”

O trigo mourisco, em particular, destacou-se ao oferecer um período mais longo de florescimento quando comparado com o girassol e abundância de flores atrativas para as abelhas, especialmente as mandaguaris.

A integração do girassol e trigo mourisco como adubos verdes não apenas manteve a densidade de plantas, mas também ampliou significativamente o período e a diversidade de recursos florais disponíveis para as abelhas-sem-ferrão.

A relevância desse consórcio vai além da melhoria na oferta floral. Durante o período chuvoso, as flores do trigo mourisco demonstraram ser altamente atrativas para as abelhas mandaguaris, sugerindo um potencial promissor como fonte alimentar para essas abelhas na meliponicultura.

“A pesquisa enfatiza a importância da integração entre sistemas agroflorestais agroecológicos e a criação de abelhas-sem-ferrão para garantir a sustentabilidade socioeconômica e ambiental”, enfatiza a pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente Katia Brag, que também ressaltou a importância e os benefícios dos adubos verdes.

Para o analista da Embrapa Meio Ambiente Waldemore Moriconi, além disso, o estudo aponta para a versatilidade do girassol, cujas inflorescências atraem uma variedade de abelhas nativas, incluindo as abelhas-sem-ferrão.

O trigo mourisco, por sua vez, além de sua resistência à acidez e bom desenvolvimento em solos pobres, apresenta-se como um adubo verde promissor para a regeneração de solos degradados.

Esses resultados, obtidos a partir de um trabalho minucioso em duas áreas específicas de cultivo da agricultura familiar no estado de São Paulo, fornecem insights valiosos para a promoção de práticas agrícolas sustentáveis e aprimoramento de práticas de manejo voltadas para uma melhor integração entre os sistemas agroecológicos e os de criação de abelhas-sem-ferrão.

Participam também da pesquisa, os pesquisadores Laleska Rabelo da UFSCar; Larissa Bellini e Marielle Lopes da Unicamp.

______

Saiba em primeira mão informações sobre agricultura, pecuária, economia e previsão do tempo. Siga o ganhador no Google News.
ganhador Mapa do site