elephant bet zone

Brasil terá mais um recorde na produção de açúcar e etanol, afirma Conab

Peculiaridade da pesquisa indica crescimento da produção fora da região SudesteA indústria sucroalcooleira vai esmagar neste ano uma quantidade recorde de cana-de-açúcar. De acordo com o segundo levantamento nacional da safra, divulgado nesta quarta, dia 2, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a colheita total será de 629,02 milhões de toneladas, 10% a mais que em 2008. O crescimento é resultado da melhor distribuição de chuvas nas regiões produtoras e da ampliação da área plantada, que atingirá 7,74 milhões de hectares.

Com a manutenção do índice de produtividade, cerca de 81 toneladas por hectare, uma das novidades é o aumento da destinação da matéria-prima para a fabricação de açúcar, ou seja, cerca de 45% da colheita total, quase 2% a mais que no ano passado. Com isso, 280,46 milhões toneladas de cana serão transformadas em 734,5 milhões de sacas de 50 quilos cada, contra 632,4 milhões de sacas do período anterior.

O restante da colheita (55%), ou 348,56 milhões toneladas, vai para a produção de etanol, o que deve gerar 9,13 bilhões de litros de combustível do tipo anidro (misturado à gasolina) e 18,68 bilhões de litros do hidratado (vendido nas bombas). Isso significa, respectivamente, uma redução de 9,30% e um aumento de 12,41%. No total, serão 27,80 bilhões de litros, ou 4,22% a mais que os 26,68 bilhões de litros da temporada passada.

? A maior parte das usinas brasileiras é do tipo mista, capazes de produzir tanto álcool quanto açúcar, o que permite ao setor optar pela produção de um ou de outro ? explica o superintendente de Informações do Agronegócio da Conab, Airton Camargo.

Segundo ele, o bom preço no mercado internacional tem levado as indústrias a decidirem pela fabricação do alimento.

Regiões

Outra peculiaridade desta safra em relação à anterior é o aumento da produção fora da região Sudeste, onde está concentrada a maior parte da cultura. No Centro-Oeste o crescimento será de 33% (atingindo 88,44 milhões toneladas) e, no Sul, de 21,30% (totalizando 53,77 milhões toneladas). Também no Norte, a colheita crescerá 5,90%, chegando a 1,55 milhão toneladas. Apesar desta evolução, o Sudeste continua na liderança. De cada 10 toneladas de cana colhidas no País, cerca de sete sairão desta região, sendo seis só do estado de São Paulo. A safra paulista será de 423,35 milhões toneladas, um crescimento de 7,20%.

O Nordeste é a única região contrária a essa tendência, com produção 3,90% menor, o que deverá resultar em 61,90 milhões toneladas. Para realizar a pesquisa, a Conab enviou a campo 50 técnicos. Eles entrevistaram, entre os dias 2 e 15 de agosto, representantes de 389 usinas de todos os Estados.

elephant bet zone Mapa do site