brt 46

Construtoras são obrigadas a comprovar origem da madeira

Caixa só financia empresas que comprovam origem legal do produto usado na obraUma medida voltada à construção civil promete combater o desmatamento na Amazônia. A Caixa Econômica Federal só vai financiar construtoras que comprovarem o origem legal da madeira usada nas obras. O acordo entre o banco, o Ministério do Meio Ambiente e o Ibama entrou em vigor no início do mês.

A superintendente de Desenvolvimento Sustentável da Caixa, Márcia Kumer, explica que a regra não vale para contratos com pessoas físicas.

? Em todos os contratos executados pela Caixa com construtoras passa a constar uma cláusula: a construtora deve apresentar ao banco no decorrer da vigência do seu contrato o Documento de Origem Florestal (DOF), para que tenhamos a garantia de que estamos construindo um ambiente que promova a sustentabilidade.

A nova exigência terá um período de adaptação até 30 de junho. Depois, as empresas que não apresentarem o DOF serão investigadas pelo Ibama.

Para entender o impacto desta medida, basta verificar os números da Caixa Econômica Federal. Em 2008, o banco desembolsou cerca de R$ 4,5 bilhões para financiar a construção de mais de 73 mil unidades no país. Para este ano, o objetivo é atingir um resultado semelhante. Mas desta vez, todas as obras vão utilizar a madeira legal.

Segundo o diretor de Biodiversidade e Florestas do Ibama, Antônio Carlos Hummel, o Brasil acaba de ganhar uma boa arma no combate ao desmatamento.

? Vamos conseguir dar legalidade à produção madeireira do país e reduzir os índices de desmatamento, mas principalmente conseguiremos favorecer a prática do manejo florestal ? afirma Hummel. 

A Sociedade Brasileira de Silvicultura acredita que a medida é um incentivo para a legalidade da atividade florestal, e, por isso, deve estimular a sustentabilidade da cadeia produtiva da madeira.

brt 46 Mapa do site